Perineoplastia: o que é e quais os cuidados

Perineoplastia: o que é e quais os cuidados

Existem partes do nosso corpo que nem nos damos conta que existem, até ocorrer alguma disfunção que volte a nossa atenção para elas. O períneo é um exemplo disso. Fundamental para o nosso organismo, é indispensável para o bom funcionamento do controle da saída da urina, das fezes, dos gases e da sexualidade.

Atualmente, as mulheres começam a recorrer à perineoplastia para resolver transtornos causados por algumas disfunções no períneo. Mais do que uma cirurgia estética, o objetivo dessa cirurgia é melhorar a qualidade de vida da mulher.

O que é Perineoplastia

A perineoplastia é uma cirurgia realizada para reconstruir ou aproximar o períneo, um grupo muscular que fica na base da pelve, responsável pela sustentação dos órgãos pélvicos (bexiga, útero, reto, uretra, vagina e ânus), extremamente importante para a sexualidade e a reprodução.

As principais indicações desse procedimento são:

  • Mulheres com histórico de partos normais;
  • Pacientes com sensação de alargamento vaginal;
  • Disfunções na sexualidade: eliminação de ar durante relação sexual e perda ou diminuição do prazer.

Casos em que a Perineoplastia é recomendada

Essa cirurgia corrige frouxidão, desprendimento ou afastamento dos músculos perineais causados por:

  • Laceração durante o parto normal;
  • Avanço da idade: é natural os músculos sofrerem relaxamento após os 40 anos;
  • Questões hereditárias;
  • Uso contínuo em doses altas de anabolizantes.

Essas disfunções trazem grandes transtornos para as mulheres:

  • Queda da libido e do prazer sexual, uma vez que a sensibilidade no períneo diminui ou se perde;
  • Incontinência urinária;
  • Incontinência fecal;
  • Dores na região.

 

Como a Perineoplastia é realizada

Cirurgia

Pré-operatório:

  • Dias antes da cirurgia, a mulher deve praticar exercícios fisioterápicos para fortalecimento da musculatura pélvica;
  • Cerca de quatro dias antes da cirurgia, é necessário manter uma dieta leve, pobre em fibras;
  • No dia anterior, a paciente deve realizar o esvaziamento intestinal por meio de laxantes;
  • Antes da cirurgia, é necessário limpar a região íntima com sabonete antisséptico.

Para a cirurgia, a anestesia com sedação é necessária. O cirurgião fará a retirada de uma parte da mucosa vaginal e o fechamento a partir da reconstrução da musculatura perineal. A cirurgia pode durar aproximadamente 50 minutos.

Pós-operatório:

  • A cicatriz fica localizada na parede posterior da vagina (internamente);
  • Não é necessário remover os pontos, pois são absorvíveis;
  • É indicado o uso de roupas íntimas folgadas, evitar exercícios físicos durante 30 dias, e usar absorvente vaginal externo;
  • Manter relações sexuais somente após o 45º dia.

Se você apresenta algumas das disfunções apresentadas acima, não significa que precisa recorrer à cirurgia. Ela pode ser a sua última opção, pois os consultórios médicos já contam com opções menos invasivas de tratamento. Por isso é sempre importante conversar com o ginecologista.

Por exemplo, uma opção de tratamento menos invasiva é o laserque visa a melhora do colágeno, da elasticidade e da textura da pele e pode ser usado no tratamento de alargamento vaginal, flacidez vaginal e incontinência urinária, entre outros. Além disso, é indolor para a maioria das pacientes e possui um pós-cirúrgico excelente. Minimamente invasivo, apresenta resultados cientificamente comprovados e altamente satisfatórios.

Em minhas pesquisas, eu vejo a parceria entre o laser genital  e as cirurgias ginecológicas. O futuro será multi-tratamentos: laser no pré-operatório de uma perineoplastia, melhorando os tecidos para a cirurgia. Então executa-se o procedimento e, no pós-cirurgia, é aplicado o laser genital, complementando a cicatrização e reparação dos tecidos.

Perineoplastia: o que é e quais os cuidados
Avalie esta página

2018-08-01T22:21:27+00:00